O que é Corneoterapia?

A corneoterapia é uma metodologia de tratamento da pele com um princípio básico: reparar e manter os sistemas de defesa da barreira da pele. Como o nome sugere, a Corneoterapia está intimamente relacionada à Corneobiologia, que é o processo fisiológico, biológico e bioquímico do estrato córneo; a camada mais externa da epiderme.

Atualmente, é amplamente entendido que a camada externa de corneócitos do estrato córneo é um tecido celular biologicamente ativo. O co-inventor do retin-A, o dermatologista americano Albert Kligman e seus parceiros descobriram que o estrato córneo e a barreira lipídica que o mantém intacto desempenham um papel significativo na saúde da pele; ele pode enviar muitos sinais para a epiderme viva subjacente e influencia os processos regenerativos em camadas mais profundas da pele.
Esse entendimento da saúde da pele, juntamente com intervenções apropriadas e tratamentos tópicos, é um conjunto de terapias que o Dr. Kligman rotulou como “Corneoterapia”.

Com esse conhecimento, as intervenções terapêuticas centradas na corneoterapia mostraram que as defesas de barreira que funcionam de maneira ideal, incluindo um sistema imunológico inato saudável, podem prevenir ou reduzir a inflamação estrutural que é precursora de muitas condições anômalas da pele

Essas intervenções preventivas são direcionadas principalmente para a correção e restauração do estrato córneo e dos sistemas de defesa de barreira que foram tornados defeituosos ou prejudicados por doenças ou fatores intrínsecos e extrínsecos.
A aplicação correta dos princípios corneoterapêuticos demonstrou restaurar a homeostase e melhorar a função de todo o tegumento; proteção contra substâncias e microorganismos nocivos que podem desencadear essas condições anômalas.
Os princípios da corneoterapia também podem ser aplicados não apenas na correção das condições da pele, mas também na prevenção de problemas de pele; além da prevenção do envelhecimento prematuro da pele que é um resultado inerente a essa abordagem.

Um princípio fundamental da corneoterapia é manter a epiderme intacta o tempo todo, com as ações terapêuticas trabalhando desde as camadas externas até as internas. Essa abordagem de manter a integridade da epiderme garante que a defesa da pele e o sistema imunológico não sejam estimulados desnecessariamente.

A cornoterapia também é uma abordagem individualizada para o cuidado e tratamento da pele, seguindo um caminho lógico que investiga e define as causas das condições antes de selecionar intervenções apropriadas e aplicações terapêuticas em uma sequência que atinja o melhor resultado. Isso contrasta com a abordagem mais simplista de tratar os sintomas sem determinar as causas.

Uma das principais vantagens da Corneoterapia é que ela é amplamente livre de efeitos colaterais em comparação com um tratamento com medicamentos tópicos. As práticas de corneoterapia aplicadas preventivamente podem prolongar os intervalos entre as crises e reduzir ou até evitar a aplicação de dermatos convencionais, como cremes à base de esteróides ou cortisona.

São essas duas características; (1) dedicar tempo para investigar minuciosamente as causas das condições e (2) não apenas tratar os sintomas com aplicação repetida de produtos com ação farmacológica; que talvez definam a Corneoterapia de abordagens mais convencionais.

.